28 mil galinhas poedeiras morreram em incêndio na Fanadia

-> Publicado a 13 de Agosto de 2010 . Na categoria: Destaque Sociedade . Seja o primeiro a comentar este artigo.
Reduzir tamanho de letra Aumentar tamanho de letra Impressão optimizada do artigo Enviar por email

Um incêndio em dois pavilhões de um aviário na Fanadia, durante a madrugada de 8 de Agosto, destruiu parte das instalações e matou cerca de 28 mil galinhas de postura de ovos.
O alerta foi dado às 2h05 da madrugada e quinze minutos depois os bombeiros caldenses chegaram ao local, mas nessa altura o primeiro pavilhão estava totalmente destruído e o segundo já ardia.
O fogo foi dado como dominado às 3h20 e o rescaldo começou às 3h52.
Este fogo foi combatido por 40 bombeiros e 14 viaturas das Caldas da Rainha, Alcobaça, Benedita, Bombarral, Óbidos, Peniche e São Martinho do Porto.
A maior parte das galinhas morreram queimadas, mas algumas ficaram asfixiadas e tiveram que ser incineradas com ajuda dos bombeiros, porque não podiam ser enterradas.
José Gonçalves, um dos sócios da empresa Multiovos, calcula que o prejuízo seja de mais de meio milhão de euros, mas ainda não sabe se o seguro irá cobrir tudo. “Temos uma hipoteca e isso obriga a um seguro, mas agora tenho que ler as letras pequenas todas do seguro”, comentou ao nosso jornal. “Ficámos sem metade da produção”, revelou. A empresa tem ainda um terceiro pavilhão com 28.600 galinhas.
Os dois pavilhões que arderam tinham uma produção diária de 25 mil ovos.
A Multiovos comercializa os seus ovos através da CAC (Cooperativa de Avicultores do Centro).
O empresário não quer fechar portas e vai fazer tudo para continuar a funcionar, mantendo os três postos de trabalho existentes. “Eu ainda sou novo e vou continuar a trabalhar”, disse.
Em Dezembro de 2009 a empresa tinha sido atingida também pelo temporal que assolou a região Oeste e na altura o prejuízo foi de quase 30 mil euros. O Estado atribuiu-lhe uma compensação de cinco mil euros, mas até agora nada receberam.
De 2 a 8 de Agosto os bombeiros voluntários das Caldas acorreram ainda a sete incêndios, sem relevância (um deles num cesto do lixo na avenida 1º de Maio).

Assaltos não param na região
Foram assaltadas uma casa na Portela (Santa Catarina) e outra em Óbidos no dia 2 de Agosto. No mesmo dia desapareceu uma bicicleta no Imaginário e uma viatura foi assaltada no estacionamento do Mini-Preço.
No dia 3 foram apresentadas queixas pelo furto a veículos no Carvalhal Benfeito, Praia do Salgado e Chiqueda (Alcobaça), mas também pelo assalto a uma residência no Bombarral. Em São Martinho do  Porto furtaram uma carteira.
Em São Martinho, no dia 4, foram assaltadas uma casa e um estabelecimento comercial. No mesmo dia registaram-se assaltos a três residências nas Gaeiras, Olho Marinho e Cintrão. Houve ainda a registar três furtos ao interior de veículos em Alcobaça e Óbidos.
No dia 5 de Agosto furtaram uma carteira no areal da praia do Baleal. Foram ainda apresentadas queixas pelo furto ao interior de um veículo em Óbidos e ao interior de uma casa na Praia D’El Rei. Um carro roubado no Nadadouro foi entretanto recuperado.
A GNR de Alcobaça recebeu no dia 6 três queixas pelo furto de carteiras.
A 7 de Agosto foram apresentadas três queixas por assaltos ao interior de viaturas em Óbidos, São Martinho e Bombarral. Houve ainda a registar furtos a residências em Alcobaça e Alvorninha. Um carro foi roubado em São Martinho.
No dia 8 a GNR das Caldas recebeu uma queixa pelo furto de uma carteira e em Ferrel foi assaltado um estabelecimento comercial. Duas viaturas foram assaltadas nos parques de estacionamentos das praias Supertubos e Baleal, em Peniche. No dia 9 voltaram a ser assaltados carros no Baleal e no Bombarral. Uma casa na Quinta da Apegada (Óbidos) também foi assaltada.
Um jovem de 19 anos foi detido na Nazaré, depois de alegadamente ter furtado uma carteira de uma barraca no areal da praia daquela vila.
A PSP encontrou o jovem junto a uma agência bancária quando este tentava usar os cartões bancários de que tinha furtado, para levantar dinheiro.
Na posse do alegado ladrão foram encontradas 91 doses individuais de haxixe e a carteira furtada, contendo no seu interior, cartões bancários e cerca de 52 euros.

Furtam carros e abandonam-nos no mesmo dia

Nas últimas semanas alguém anda a divertir-se a furtar viaturas nas Caldas da Rainha durante a madrugada, para os abandonar noutros locais da cidade pouco tempo depois.
Nos dias 7 e 9 de Agosto, a PSP recuperou duas viaturas que tinham sido furtadas nesses mesmos dias.
No dia 9 de Agosto um veículo foi assaltado na Nazaré, tem do sido roubado um computador portátil, um relógio, uma pulseira em ouro e 80 oitenta euros em dinheiro.
No dia 5 de Agosto foi apresentada na PSP da Nazaré a queixa pelo furto de um veículo naquela vila.
Todos estes casos estão a ser investigados pela polícia.
.
Detenções por excesso de álcool e falta de carta

No dia 3 a GNR do Bombarral deteve um indivíduo de 20 anos por conduzir sem carta de condução.
Na tarde de 5 de Agosto, às 16h00, a PSP das Caldas deteve um homem de 49 anos pelo mesmo motivo. Nesse dia foi detido pela GNR da Benedita um condutor de 42 anos com uma taxa de alcoolemia de 2,23 gr/l.
No dia 6 um homem de 25 anos foi detido pela GNR de Peniche com 1,42 gr/l, na sequência de um acidente de viação. Nesse dia foi ainda detido outro condutor com excesso de álcool (1,40 gr/l) em São Martinho.
Faltavam dez minutos para as zero horas de 7 de Agosto quando a PSP das Caldas deteve um jovem de 22 anos que conduzia uma viatura sem carta.
Nessa madrugada, pelas 02h53, a PSP de Alcobaça deteve um homem de 42 anos que conduzia com uma taxa de álcool no sangue de 1,38 gr/l. Cerca de uma hora depois, a polícia de Alcobaça deteve outro homem com 24 anos que conduzia sem carta e com 1,58 gr/l.
Em São Martinho a GNR deteve um homem de 56 anos que conduzia uma mota sem ter carta.
Na madrugada seguinte, entre as 2h10 e as 3h28, a PSP das Caldas deteve dois homens, com 44 e 30 anos, por conduzirem com excesso de álcool (1,84 gr/l e 2,16 gr/l, respectivamente).
Na mesma noite foi ainda detido nas Caldas um homem de 28 anos que se recusou a efectuar o teste de álcool.
De 2 a 9 de Agosto a GNR das Caldas registou na área do seu destacamento territorial um total de 55 acidentes, dos quais resultaram 17 feridos ligeiros.
Um homem de 54 anos ficou gravemente ferido na sequência de um acidente de trabalho na Benedita.

Bombeiro de Alcobaça morreu em incêndio em São Pedro do Sul

O soldado da paz da corporação de bombeiros voluntários de Alcobaça, João Pombo, de 42 anos, faleceu na segunda-feira, 9 de Agosto, quando ia para um combate a um incêndio em São Pedro do Sul (Viseu). João Pombo era bombeiro há cerca de 20 anos. Casado, tinha dois filhos, um deles menor de idade.
A morte resultou do despiste do autotanque de combate a incêndios onde seguiam com mais quatro elementos da sua corporação. Segundo informações do comandante dos bombeiros alcobacenses, Mário Serol, o despiste foi causado por um deslize de terra. Como era o chefe da viatura a vítima seguia ao lado do condutor.
O corpo do bombeiro esteve em câmara ardente no quartel dos bombeiros de Alcobaça e terá sido enterrado na quarta-feira.

Pedro Antunes
pantunes@gazetacaldas.com

Se achou este artigo interessante, adicione-o aos seus "Social bookmarks"

Deixe-nos a sua opinião




Artigos relacionados:

Breves
Atrasos nos CTT

Enviar artigo [...]

Atrasos nos CTT

Enviar artigo [...]


Assinantes
Actuais
Crónicas

José do Carmo Francisco
«Alguns andamentos essenciais» de Hugo Beja

João Reboredo
Comer a bordo

Ana Marques
A medicina ao alcance de todos

Reboleira Alexandre
A crónica 100

Luisa Schmidt
Caldas da ruína

Silvia Abreu Sónia Sousa
O poder do Amor

 
 
 

2010 Gazeta das Caldas | Desenvolvido por Janela Digital